Sobre o Blog

Examinando Pixels é a versão em português do blog Perusing Pixels, um diário fotográfico da jornada da jogadora Twin Pistols através da série de jogos Tomb Raider. Use os links à direita para encontrar um jogo ou fase em particular, ou veja abaixo o último post.

Siga @PerusingPixels no Twitter e/ou curta a página do Facebook para atualizações do blog original e outras coisas relacionadas a Tomb Raider.

Thursday, January 12, 2012

City of Khamoon

City of Khamoon é uma fase incrivelmente bonita. Eu passei grande parte do meu tempo tendo síncopes com a paisagem, e o restante desse tempo gritando quando criaturas de aparência assustadora pulavam em cima de mim.



O começo da fase. Você pode enfeitá-lo o quanto quiser, Core Design, mas isto ainda é um corredor.



O primeiro inimigo com o qual Lara se depara é esta... coisa. Isto é uma pantera? Um chacal? Uma leoa coberta com alcatrão? Vai saber.



Não seria uma viagem ao Egito se não houvesse uma esfinge perdida em algum canto. Você não está na fase há cinco minutos quando esta daqui aparece.



De acordo com a WikiRaider, isto é uma pantera-múmia. Não um gorila anoréxico



Eu sei que é pra isto ser uma palmeira, mas as folhas parecem suspeitosamente iguais as de uma alface, para mim.



Esta fase teria sido um terço mais curta se Lara conseguisse rastejar, mas infelizmente ela não ganhou essa habilidade até Tomb Raider III. Ela consegue se agachar para pegar coisas, mas aparentemente leva dois anos para ensinar a si mesma como permanecer agachada por um período maior que dois segundos.



Hahaha, alguém não conseguiu soletrar “Sapphire”! Minha habilidade de soletrar essa palavra faz de mim uma pessoa melhor que eles.



O rosto desta estátua se parece bastante com o de Lara, eu pensei. A estátua se parece mais com ela, de rosto, que o próprio rosto dela.



Veja, um dos raros momentos no qual uma estátua não se torna viva e começa a lançar bolas de fogo em você.



Esta era uma sala particularmente assustadora, até que você consegue abrir a clarabóia lá em cima. Essas criaturas negras (que eu irei em frente e presumirei que são panteras) ficam perambulando por ali, esperando o momento que você calcular um salto errado e cair em suas mandíbulas abertas.



Eu fiquei tão impressionada com isso. Olhe, sala vazia...



... Sala cheia de areia! É claro que você não chega a realmente ver isto acontecer, mas a idéia está lá.



Fim. E eu peguei todos os segredos! O que me surpreendeu, porque eu tenho certeza que não cheguei a subir em metade das coisas em que eu podia ter subido.

1 comment:

  1. Maravilha! Como sempre um otimo artigo traduzido. Valeu Lodair!

    ReplyDelete