Sobre o Blog

Examinando Pixels é a versão em português do blog Perusing Pixels, um diário fotográfico da jornada da jogadora Twin Pistols através da série de jogos Tomb Raider. Use os links à direita para encontrar um jogo ou fase em particular, ou veja abaixo o último post.

Siga @PerusingPixels no Twitter e/ou curta a página do Facebook para atualizações do blog original e outras coisas relacionadas a Tomb Raider.

Saturday, February 11, 2012

Offshore Rig

Ooh, eu gostei desta fase. Certo, ela parece demorar apenas quatorze segundos para ser concluída, e você passa tempo demais sem nenhuma arma (a meu ver, qualquer quantidade de tempo é tempo demais para sobreviver, ao menos com as pistolas). Mas, após a monótona rotina pesada da decrépita Opera House, foi agradável passar algum tempo em um lugar bem iluminado e sem sacos de areia.

Tendo sido nocauteada pela enorme chave inglesa de Eros (não, isto não é um eufemismo), após ter entrado às escondidas no hidroavião de Marco Bartoli, Lara acorda em uma plataforma de petróleo. Ela foi desarmada - embora, curiosamente, ainda tenha munições - e trancada em uma pequena sala, com uma infinidade de caixotes.



Lara acorda e se vê desarmada e aprisionada, embora apesar disto ela esteja bastante saudável, de acordo com a barra de saúde. Será que Eros se sentiu culpado após tê-la deixado inconsciente, e decidiu cuidar dela até ela ficar bem novamente? Quem sabe.



Os cultistas provavelmente acharam que estavam sendo bastante espertos, bloqueando a passagem que leva até o interruptor da porta com caixotes, mas eles cometeram a estupidez de usar caixotes danificados. Como qualquer idiota sabe, danificar o exterior de um caixote irá subtrair várias toneladas de seu peso, e deixá-lo mais leve que um bebê polvo.



Uma vez que nós inevitavelmente escapamos daquela patética tentativa de armadilha, os alarmes são acionados, e um dos vários irmãos idênticos de Eros aparece. Vendo que ele está armado apenas com um grande bastão (evidentemente ele foi o último a passar no depósito de armas), e uma aparente relutância em atirar o mencionado bastão, não é um grande problema evitá-lo. Hahahahahaha! Idiota.



Porcaria.



A fase Offshore Rig traz consigo o advento das gigantescas hélices subaquáticas, cujas lâminas rotativas sugam Lara caso ela chegue perto demais. Bizarramente, elas não lhe causam nenhum dano físico real, mas ao invés disso a fazem se afogar espontaneamente.



Ah, eu achava que isto de abrir portas com aquele negócio que roda não aparecesse até Tomb Raider Chronicles! Mais uma vez, Tomb Raider me ensina algo novo (embora eu não consiga imaginar esta pequena informação sendo útil fora de um quiz game sobre video-games, com perguntas obscuras).



Aqui nós temos a sala de convívio dos cultistas. Que diabos de jogo de cartas é aquele? (Ignorem o cadáver).



Você sabia que cartões-chave fazem exatamente o mesmo barulho que chaves normais quando você os usa? Você também tem que virá-los para fazê-los funcionar. Alguns diriam que os animadores são preguiçosos; eu diria que são soluções criativas de segurança!



Prova que a gangue de Bartoli criou o gel de propulsão bem antes da Aperture Science. Embora eu não saiba de que uso ele seria ali embaixo. Todo mundo sabe que você coloca gel de repulsão em um fosso. Como eu disse antes, os cultistas não são exatamente material da Mensa (N.T.: “Aperture Science” é uma corporação fictícia, especializada em pesquisas científicas, que aparece nos jogos Portal e Portal 2, desenvolvidos pela Valve Corporation, criadora da série de jogos Half-Life).



Infelizmente, a água se tornou perigosa novamente, graças a mergulhadores portando arpões. Entretanto, estes caras não são nada comparados ao que está por vir... (tubarões).



E, bem abruptamente, este é o final da fase. Sim, três segredos. Estou de volta, baby.

No comments:

Post a Comment